Compliance em TI: entenda sua importância para a segurança da informação

Cada cliente com quem você se relaciona ou empresa com quem faz negócio no Mercado Livre de Energia te fornece uma das coisas mais valiosas: seus dados. E, como negócio, é sua responsabilidade garantir proteção e privacidade desses dados conforme as regulações locais e globais, especialmente a Lei Geral de Proteção dos Dados (LGPD).

A LGPD foi aprovada para assegurar aos cidadãos e às empresas do Brasil e do mundo, direitos sobre seus dados. A lei prevê multas altas e penalidades às empresas que falharem em proteger as informações dos usuários e violarem algum dos seus requisitos. Daí a importância do compliance em TI.

No entanto, esse não é o único motivo. Como mostraremos no artigo de hoje, o compliance em TI é fundamental para o bom funcionamento de qualquer organização. Continue lendo e entenda o porquê!

Qual o papel do compliance em TI?

O compliance em TI é a prática de cuidar para que as organizações sigam as normas para garantir que os ativos digitais sensíveis (dados) sejam organizados, armazenados e  gerenciados, de modo que estejam protegidos contra:

  • perda;
  • roubo;
  • corrupção;
  • uso indevido.

Esses regulamentos especificam quais dados precisam ser protegidos, os processos recomendados e as penalidades pelo descumprimento das regras.

Embora isso possa parecer com a segurança da informação, o compliance em TI e a segurança não são a mesma coisa. Apesar de terem objetivos parecidos, como minimizar e gerenciar os riscos associados à coleta, armazenamento e manuseio de dados, o compliance em TI apenas se certifica de que você atenda aos requisitos legais mínimos e evite penalidades.

A segurança da informação, por outro lado, abrange todos os processos e tecnologias de proteção de dados confidenciais, incluindo firewalls, autenticação, protocolos de proteção de senha etc.

Só porque você está em conformidade com os dados, não significa que suas informações estão protegidas — por isso, é essencial que sua estratégia de compliance ande de mãos dadas a uma estratégia de segurança mais ampla.

Por que o compliance em TI é importante?

Atualmente, os dados são o combustível de qualquer organização. Se a integridade das informações estiver em risco, isso pode prejudicar a reputação da empresa e até levar ao desligamento dos negócios.

O compliance em TI ajuda a evitar esses problemas, mas não só isso, ele também é benéfico ao negócio. Veja, a seguir, as principais vantagens dessa estratégia!

Proteção de dados

À medida que o mundo se torna mais dependente da tecnologia e as organizações estão produzindo, compartilhando e armazenando grandes quantidades de dados diariamente, a segurança de dados se tornou um tópico importante. As empresas devem ter planos de proteção de informações adequados, não apenas para garantir o compliance em TI, mas para conservar a privacidade dos seus clientes.

Os regulamentos de conformidade de dados forçam as empresas a melhorar seus padrões e práticas de segurança para evitar que ocorram violações e os dados confidenciais de seus clientes sejam expostos, roubados ou corrompidos.

Ao cumprir os regulamentos, as organizações garantem que seus dados confidenciais não serão comprometidos e confirmam que as precauções necessárias foram tomadas para manter as informações dos seus clientes seguros.

Confiança do cliente

Uma das maiores e mais significativas consequências da violação de dados é o impacto que causa na confiança e fidelidade do cliente. De acordo com uma análise da Varonis sobre a reputação das empresas após uma violação de dados:

  • 80% dos consumidores abandonariam uma empresa que comprometesse seus dados;
  • 52% dos consumidores pagariam o mesmo por produtos ou serviços de uma marca diferente com maior segurança.

Quando uma organização toma as medidas adequadas para estar em conformidade com os dados, ela não apenas protege melhor as informações, mas parece mais confiável aos seus clientes. Seus consumidores podem ficar tranquilos, sabendo que suas informações estão protegidas e não cairão em mãos erradas.

Economia de custos

Descumprir os regulamentos de conformidade pode custar aos negócios. A LGPD prevê multas de até R$ 50 milhões em caso de violação de dados, e essas empresas são mais suscetíveis a violações, o que também pode sair caro.

Segundo estudo da IBM e o Ponemon Institute, o custo médio de uma violação de dados foi de US$ 3,86 milhões em 2020, e os dados pessoais dos clientes foram o tipo de registro mais caro a ser perdido.

As grandes organizações podem resistir ao golpe da violação de vários milhões, mas as pequenas empresas não. Ao seguir os regulamentos de conformidade, você economiza custos.

Como aplicar o compliance em TI?

Para aplicar o compliance em TI, o primeiro passo é observar atentamente os tipos de dados confidenciais coletados e como eles estão sendo tratados no momento. Além disso, existem algumas informações importantes para verificar. Confira quais são elas!

1. Certifique-se de que suas estratégias de compliance estejam atualizadas

A proteção de dados está no centro do compliance em TI. Portanto, enquanto você garante que tem um processo robusto de conformidade, certifique-se de ter estratégias modernas de segurança em vigor. Essas táticas são essenciais para reduzir a chance da sua empresa sofrer uma violação de dados.

Para isso, existem alguns passos básicos:

  • identifique todos os dados criados e pertencentes à sua empresa, onde quer que ela resida;
  • classifique os dados identificáveis ​​do usuário, incluindo informações geradas por ele (a partir de interações de sites ou aplicativos móveis) e geradas em nome dele (por terceiros);
  • simplifique seu data center e ambiente de negócios distribuído com acesso rápido e fácil aos dados armazenados;
  • dê à sua infraestrutura de TI a capacidade de provisionar e alocar recursos conforme necessário em um ambiente de armazenamento dinâmico definido por software.

Além disso, é importante revisar suas medidas de proteção de dados regularmente para assegurar que elas estejam sempre alinhadas com os padrões de compliance em TI.

2. Invista na computação em nuvem

A tecnologia da computação em nuvem pode facilitar alcançar e manter alto padrão de compliance em TI. Quando sua empresa usa software baseado em nuvem (SaaS), é possível obter um nível de controle sem precedentes sobre o que é instalado, executado e acessado nos dispositivos da empresa.

Houve um tempo em que manter o software atualizado e padronizado em vários dispositivos, escritórios e sistemas era uma tarefa enorme e tediosa. Agora, com a computação em nuvem, é mais simples. Você pode configurar controles para que todos os dispositivos da sua empresa estejam usando as versões atuais e, assim, simplificar a conformidade.

Além disso, as provisões de segurança oferecidas pelos provedores de serviços em nuvem excedem àquelas disponíveis com ambientes de rede de negócios padrão. A segurança física e digital são as principais prioridades desses fornecedores, especializados em prestar soluções confiáveis ​​para diversos níveis de configurações de rede, armazenamento de dados e acesso remoto.

3. Garanta visibilidade dos dados

O armazenamento de dados se tornou mais distribuído do que nunca — não apenas sobre onde, mas como é armazenado. É possível usar diferentes serviços de armazenamento em nuvem para vários tipos de dados. Portanto, é preciso elaborar um inventário de informações que cubra todos os ambientes de nuvem. Isso lhe dará uma visão clara e abrangente de todos os dados cadastrados.

Você deve adotar uma abordagem de privacidade por padrão para todos os seus dados pessoais, tratando todos os titulares de dados de forma igual, independentemente de onde eles residam no mundo. Isso simplificará a conformidade com os regulamentos de proteção existentes e futuros.

Novas leis de privacidade, como a LGPD, estão fortalecendo os direitos dos consumidores de acessar, alterar ou excluir seus dados pessoais. É preciso acompanhar como as informações pessoais estão sendo usadas ​​para garantir o compliance em TI.

O compliance em TI não deve ser visto como um fardo, mas uma oportunidade para melhorar os processos da sua organização e otimizar sua reputação no mercado.

Para continuar se atualizando, leia sobre a importância da segurança da informação em sistemas de automação de energia!

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Scroll to top